Entrevista dada pelo Pinhas, ao blogue Oceano das Palavras, sobre a minha freguesia, Santa Comba.

A pedido do meu amigo e bloguer Luís Slva, respondi a várias perguntas sobre a minha freguesia, Fica aqui um copy/paste do post da sua autoria no seu blog, com a devida autorização do Luís. http://oceanodepalavras.blogspot.com/

No seguimento das entrevistas pelas Freguesias, viajamos hoje até Santa Comba de Seia onde entrevistámos Nuno Pinheiro, autor de vários blogues sobre o Concelho de Seia e não só, um dos que, tal como outros, voluntariamente e "perdendo" tempo da sua vida, se dedica a valorizar as nossas culturas, as nossas populações e as nossas tradições turisticas e sociais. Nuno Pinheiro, um cidadão a residir na bonita Freguesia de Santa Comba de Seia diz de sua justiça o que está bem e o que não está contribuindo não só através dos seus blogues mas também através desta entrevista para um conhecimento melhor do nosso Concelho em geral e da sua Freguesia em particular. A ele o meu bem-haja pela colaboração. 
LS – Quantos habitantes residentes tem a sua Freguesia? Em média quantos baptizados são realizados por ano na sua Freguesia?
NP - Vou responder de outra forma. No Séc. XVIII, tínhamos 469 habitantes, em 1878 - 959, no ano de 1900 – 1.436 e no último censos tínhamos 741 habitantes. Hoje em dia devemos ter mais ou menos os que tínhamos em 1878, possivelmente para menos. É a desertificação, que todos falam e ninguém faz nada. Quanto a baptizados, não sei exactamente, mas poucos. Deixo-lhe o link para a pesquisa que fiz o ano passado. O documento foi feito por mim, com base em números, pesquisados em várias publicações;
http://docs.google.com/View?id=dc7cqdcr_103gq5w94dt

LS – Quais as entidades e empresas empregadoras na sua Freguesia?
NP -
 Na freguesia existiam, poucas empresas.
Com a construção do Parque Industrial da Abrunheira, as expectativas eram grandes em relação à criação de novas empresas e consequentemente, postos de trabalho. Continuamos na expectativa. Porque, ainda não vi novas empresas, apenas a deslocação de algumas.
Na freguesia, temos:Casa dos Meus Avós – Lar de Idosos;
Aires Nogueira Lda – Serralharia;
Serralharia do Serrado – Serralharia;
Alguns construtores civis;
Pastores – produtores de leite;
Agricultores – Vinha e Oliveira, maioritariamente;
Comércio/Cafés – Loja de Produtos alimentares e outra de produtos agrícolas;
Restaurante/Residêncial Mirasol;
Quinta do Castelão – Antiga casa em granito, transformada em hospedaria, com ambiente familiar;
Quinta da Bica – Produtora de vinhos com o mesmo nome;
Kartódromo Serra da Estrela – Comércio de máquinas agrícolas, motas, bicicletas, bar, pista de Karting e Rádiomodelismo;
Na zona industrial temos:
Manuel Rodrigues Gouveia – Construções. Foi um edifício que já teve a sua importância no grupo MRG. Depois perdeu-a. E agora ganhou novamente importância;
Fábrica de Pão/Padaria – Museu do Pão;
- Pão do Sabugueiro;
- PANNEVE;
Posto de abastecimento de gasóleo p/ aquecimento da Galp;
Fábrica de Móveis Nogueira;
Fumeiro Serra da Estrela – Enchidos e Carnes Curadas;
Devemos ser a freguesia que mais lixo tem no concelho. Passo a explicar;
Temos, o ECOPONTO, do concelhoo ponto de recolha do lixo urbano de todo o nosso concelho e alguns concelhos limítrofes está situado na Zona Industrial da Abrunheira. O lixo é comprimido num contentor e levado para o aterro sanitário em Tondela; a ETAR que, quando estiver a funcionar em pleno, deverá tratar grande parte das águas sanitárias, do concelho. Apesar de este equipamento existir na freguesia, nem todas as habitações têm redes esgotos; Em relação a este assunto, só quero acrescentar mais uma coisa, Vila Chã, tem grande parte das águas sanitárias, “canalizadas/rede esgotos”, directamente para o meio da mata, que depois correm para o Rio Seia. Pagamos o saneamento básico, que supostamente é para suportar os custos do tratamento das águas sanitárias. Falando das empresas e dos empregos. Não são muitos os residentes, na freguesia, que trabalham nestas empresas já referidasUma das grandes empresas empregadoras, no concelho e na freguesia, foi a EDP (tem uma subestação, na Vila Chã).
LS – A sua Freguesia ainda tem escola primária? Se sim, e se acha que vai fechar portas brevemente que prejuízos poderá trazer à sua localidade? Se já não tem, ainda se recorda de funcionar noutros tempos? Havia muitos alunos?
NP - Depois de vários avanços e recuos. A escola primária de Santa Comba fica aberta e acolhe os alunos de Pinhanços e São Martinho, segundo as ultimas noticias. Isto se até ao inicio do ano lectivo, não mudarem, novamente de ideias. Os 38 alunos das três freguesias ficam nas instalações de Santa Comba, que sofreram obras de remodelação recentes e são excelentes.
LS – A sua Freguesia tem saneamento básico? Se não, alguma vez foi prometido ter? Quando?
NP - Nem toda a freguesia é coberta pela rede de saneamento básico. Promessas, já ouve, algumas, mas não passam disso mesmo. (Parte da resposta está na pergunta 2)
LS – A sua Freguesia tem extensão do Centro de Saúde? E farmácia? Se não, onde se dirigem os habitantes para as devidas consultas e respectiva compra dos medicamentos?
NP -
 A freguesia é servida pelo Centro de Saúde de Pinhanços, assim como pela farmácia localizada perto do referido Centro. Mas como estamos perto da sede do concelho e grande parte da população trabalha, ou tem familiares a trabalhar lá, são utilizadas, também, as farmácias existentes na cidade.
LS – Ao nível de transportes públicos. Quais os horários dos transportes públicos na sua Freguesia? Se tiverem, os mesmos servem os interesses da população?
NP -
 Sinceramente não uso o transporte público e hoje em dia já quase toda a família tem carro. Mas pelo que dizem, os transportes públicos funcionam muito melhor no tempo de aulas e com horários mais abrangentes, devido aos estudantes.
LS – Do ponto de vista turístico. O que nos aconselha a visitar na sua Freguesia e porquê?
NP - Não temos muito que visitar, nem nada de excepcional. Mas ainda conseguimos ter algumas preciosidades. Passo a descrever:
Quinta da Bica, com o seu Solar seiscentistana Quinta existia um marco que assinalava a passagem das evasões francesas. Aquando das obras de ampliação do aeródromo, esse marco desapareceu. Os donos da Quinta ainda procuraram, mas em vão. Para alguém, era só mais um calhau. É o País que temos…
Ponte Romana que liga a freguesia de Santa Comba com a de Santiago. Importante caminho romano que ia até ao Castro de São Romão, passando pela Vila Chã;
Ponte medieval, próximo da Quinta da Bica (extremo);
Três Fontes de chafurdo, sendo a mais bela e bem preservada a de Santa Combana zona históricaA da Vila Chã está coberta de águas sanitárias e quase irrecuperável;
Capela de S. Silvestre;

A Igreja Matriz é um amplo edifício restaurado do Séc. XVII;
LS – No caso de os turistas quererem fazer uma refeição aquando da visita à sua Freguesia, têm onde comer?
NP - O restaurante já referido. Restaurante MIRASOL.LS – Existe alguma habitação de turismo rural na sua Freguesia onde os turistas possam ficar? Se sim qual? Se não, acha que era um investimento a fazer?
NP -
 Poderiam existir mais. Porque, acho que é um bom investimento, para o desenvolvimento da nossa Serra da Estrela. Existe a Hospedaria Quinta do Castelão.
LS – Quais as Festividades mais importantes na sua Freguesia e em que altura se realizam?
NP - Em Santa Comba, S. Silvestre a 31 de Dezembro
Nossa Senhora de Fátima a 13 de Maio e Santa Combinha no penúltimo ou ultimo de Julho.
Aldeia de S. Miguel, São Miguel no segundo fim-de-semana de Setembro.
Vila Chã – Anjo da Guarda, no terceiro Domingo de Outubro
LS – Que investimentos e melhoramentos têm sido feitos na sua Freguesia?
NP -
 As estradas e ruas estão, quase todas alcatroadas, apesar de existirem casas sem saneamento. O Edifício e largo da Junta foram recuperados, possibilitando a abertura de uma biblioteca e um espaço de internet. Foram construídas casas de banho públicas.
LS – Do ponto de vista social, quais os principais problemas que regista?
NP -
 O desemprego e a consequente pobreza. Apesar de ainda haver trabalho no campo, mesmo sendo sazonal, vai ajudando o orçamento familiar. Além doenvelhecimento da população.
LS – Do ponto de vista social quais as respostas que a sua Freguesia tem para fazer face ao combate dos mesmos?
NP -
 Não é fácil uma freguesia por si só, conseguir combater o desemprego e a pobreza. Mas uma coisa que poderia ter sido feita, aquando da implantação do parque industrial ou qualquer outra empresa, era a obrigatoriedade de empregarem uma % de mão-de-obra residente na freguesia. E isto para qualquer empresa e/ou freguesia. Não temos pessoas qualificadas, dá-se formação. A empresa, não se implanta de um dia para o outro.
LS – O que faz mais falta neste momento na sua Freguesia? Porquê?
NP -
 O envelhecimento da população é inevitável. Não temos nenhum apoio, para os idosos na nossa freguesia. Existe um lar, que é privado. É urgente e necessário criar um Centro de Dia. Já têm terreno, no centro de Santa Comba, as infra-estruturas, foram começadas há muitos anos, talvez mais de 15 mas não temos ninguém na freguesia que “pegue”, no projecto e o “levante”, com aquele empurrão necessário, para o colocar andar.
LS – Sabe quem são os deputados eleitos pelo Distrito da Guarda para a Assembleia da República? Se sim, alguma vez algum deles visitou a sua Freguesia?
NP -
 Sei quem são, mas não os conheço pessoalmente. Minto, conheço o de Gouveia.Visitar, nunca os vi por cá.
Nota: as fotografias são da autoria do entrevistado e podem ser vistas em: http://blog-do-pinhas.blogspot.com/search/label/Santa%20Comba

Mensagens populares deste blogue

IV Caminhada Solidária Bombeiros Voluntários de Seia - 25/09/2016

Rota do Pastoreio & Rota da Garganta de Loriga... Rota das Aldeias de Montanha! #serradaestrela #aldeiasdemontanha

PEREGRINAÇÃO / caminhada a FÁTIMA...