Rota do Pastoreio & Rota da Garganta de Loriga... Rota das Aldeias de Montanha! #serradaestrela #aldeiasdemontanha

Mais duas Rotas das Aldeias de Montanha, feitas no mesmo dia e as duas com grau de dificuldade alto, pelo menos é assim que estão marcadas. Foram +- 19 kms que começaram em Alvoco da Serra com passagem pela Torre, ponto mais alto de Portugal continental, descendo depois pela Garganta de Loriga, até à Vila com o mesmo nome. Simplesmente fun tástico...
Para variar, andámos sempre acompanhados por paisagens lindíssimas e locais de beleza rara o que até nem é hábito na nossa Serra da Estrela. Começámos andar, ainda o sol não tinha nascido e 10 horas depois estávamos em Loriga no Vicente a beber uns finos.
Os primeiros 7,80 kms do percurso (Rota do Pastoreio, Alvoco - Torre), são muito difíceis. O percurso não é técnico, sempre por trilhos, mas é de uma inclinação! Tem um desnível acumulado e positivo de 1.400 metros (não tem descidas ou planos), são cerca de 155 metros por quilometro. Que dizer mais, foi com muito esforço que chegámos ao topo e depois de feito já não custa nada (como diz um amigo e caminheiro, com o qual aprendi muito). Na Torre, parar para repor energias e líquidos. Voltámos à estrada de alcatrão até às Salgadeiras, onde íamos começar a 2ª parte do nosso passeio. Ainda assistimos à chegada de alguns ciclistas do Granfondo e a tempo de ver o 1º do Médiofondo. Voltando ao que interessa; esperava-nos uma descida de 8,78 kms com desnível acumulado de 1.200 metros. Aqui o trilho já alterna com descidas, zonas planas e algumas partes muito técnicas. Pelo meio encontrámos o Sr. Abílio, pastor e auto intitulado o Rei da Serra.  Deu uma dica muito preciosa e essencial, para quem anda por estes locais e que pode salvar vidas; ensinou-nos onde existia uma fonte (pequena poça de água corrente, neste caso), no Covão da Areia. Apesar de levarmos água, a tarde estava muito quente e por isso, consumimos imensa. O Sr. Abílio acompanhou-nos durante algum tempo, com as suas companheiras de trabalho (cabras) contando as suas, deliciosas, histórias, sobre ele e o seu local de trabalho, a nossa Serra da Estrela.

Resumindo, não sei se volto a fazer aquilo que fizemos ontem e como já referi, foi com muito esforço que chegámos ao cimo, mas até agora e de todos os percursos Aldeias de Montanha, que já fiz e já tenho muitos nas pernas (10), estes dois são sem sombra de duvida os mais belos. 

link p/ a totalidade das fotos:
https://goo.gl/photos/Ck7KxFSECKj8rVSX9




























Mensagens populares deste blogue

IV Caminhada Solidária Bombeiros Voluntários de Seia - 25/09/2016

PEREGRINAÇÃO / caminhada a FÁTIMA...