Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2016

Rota da Missa (Teixeira de Cima / Baixo)... Rota das Aldeias de Montanha! #serradaestrela #aldeiasdemontanha

Imagem
Esta caminhada foi efetuada em duas alturas diferentes; a primeira no ano de 2014 em setembro e a segunda na sexta feira santa de março/2015, por erro nosso. Como o percurso é linear, ou têm dois carros ou fazem o percurso nos dois sentidos, perfazendo cerca de 8 kms. Foi o que nós fizemos, começando na Teixeira de Cima. Até porque neste momento a estrada entre as duas Teixeiras está cortada, por deslizamento de terras. Existe outra estrada secundária que faz a ligação. Deixámos o carro próximo do edifício da Associação local e saímos da aldeia entrando no vale da Ribeira da Teixeira, acompanhando sempre a referida ribeira, até à Teixeira de Baixo. Este antigo caminho pedestre é o mesmo que ligava e liga as duas Teixeiras, tendo sido usado pelos habitantes da Teixeira de Baixo para irem à escola, levar os defundos para o cemitério e ir à missa; por isso o nome Rota da Missa.  Ao longo do percurso e da ribeira podemos observar antigas habitações em xisto e respetivas quintas. Algumas…

Rota da Fervença (Sabugueiro / Seia)... Rota das Aldeias de Montanha! #serradaestrela #aldeiasdemontanha

Imagem
Outro percurso fantástico no concelho de Seia, mais concretamente na aldeia mais alta de Portugal, Sabugeiro. São cerca de 4800 metros em plena Serra da Estrela. Começamos junto à Igreja Paroquial desta aldeia, no sentido contrário aos ponteiros do relógio, é mais fácil! Saímos da aldeia em direção à praia fluvial, mas não chegamos a esse belo local, apenas o vemos ao longe. Saindo da estrada, virando à esquerda, começamos logo a subida, por entre a vegetação, o percurso continua a subir por antigos caminhos utilizados pelos aldeões, passando depois para um estradão que nos leva ao Vale do Rossim. Um pouco mais acima e virando novamente à esquerda começamos a descer, novamente, por antigos caminhos/canadas, podendo ouvir a Cascata da Fervança (o percurso não passa na mesma, mas podemos fazer um pequeno desvio, para ver a queda de  água). Em vários pontos do percurso vamos podendo ver a aldeia do Sabugueiro que deixámos para trás e que depois se começa aproximar. Nesta altura do ano e …