Ajuda do Estado, ou talvez não!

Não sei se percebi bem. Mas parece que o estado quer curar uma gripe com aspirina.
Passo a traduzir para euros, aquela coisa de MORATÓRIA.
Casal ganha 1.000€. Prestação de 300€. Um fica desempregado e o seu rendimento passa para 500€. Segundo as contas do Sr. Eng. passa a pagar 150€, durante dois anos. Ficam 150€*24 = 3600€, para pagar depois. Até aqui concordo. 
O orçamento familiar passa a contar com mais 150€. E dois anos é muito tempo. Ou seja a maioria das familias esquece a ajuda do estado. E até passa a gastar mais do que pode. 
Acabam os dois anos e temos a familia com a prestação de 300€, mais a prestação dos 3.600€.

Parece que entretanto o endividamento da  familia aumentou. 
Já nem falo na possibilidade do rendimento não aumentar no final dos dois anos.

O Estado não legislou contra publicidade enganosa, dos bancos e financeiras!
Chamem a DECO.

Mensagens populares deste blogue

PEREGRINAÇÃO / caminhada a FÁTIMA...

IV Caminhada Solidária Bombeiros Voluntários de Seia - 25/09/2016