Seminário “Floresta autóctone – valorização e protecção” 19 e 20 de Novembro de 2011, no CISE


As florestas nativas representam um dos principais ecossistemas terrestres, quer pelo seu valor ecológico, quer pelo potencial económico e social que encerram. 
Constituem sistemas complexos, dominados por árvores autóctones, integrando também a restante flora, fauna, fungos e outros organismos. Estes elementos estabelecem entre si relações duradouras e auto-sustentáveis que permitem a sua manutenção sem necessidade de  intervenção do homem.
Em Portugal, a ocupação secular do território conduziu à degradação do coberto vegetal natural, dominado por florestas de carvalhos, e provocou profundas transformações da paisagem florestal.
Actualmente, verifica-se a prevalência de áreas florestais ocupadas por povoamentos compostos, maioritariamente, por pinheiro-bravo e eucalipto, facto que, em larga medida, resulta do predomínio de modelos de desenvolvimento silvícola de base predominantemente produtiva. 
A população, em geral, não reconhece as funções desempenhadas pela floresta autóctone, o que constitui um dos principais factores de ameaça à sua conservação. O seu papel fundamental na conservação dos ecossistemas naturais e na preservação da biodiversidade; na regulação e depuração de sistemas hídricos; na manutenção da estrutura, fertilidade e fixação dos solos; o seu potencial enquanto sumidouros de carbono, contribuindo como tampão face às alterações climáticas, a sua resistência à propagação do fogo e o seu elevado valor paisagístico, são aspectos em grande parte ignorados.
Deste modo, é fundamental posicionar estes bosques no seio da floresta nacional encontrando estratégias de ordenamento e gestão que permitam valorizar as suas externalidades positivas.
Este seminário pretende dar um contributo para o debate sobre o futuro da floresta em Portugal, evidenciar o papel das florestas nativas e sugerir estratégias de ordenamento e gestão que permitam referenciá-las como uma mais valia para as populações, obtendo assim condições sustentáveis para a sua salvaguarda.
O programa do seminário inclui um conjunto de comunicações e debates, complementadas por uma visita de campo para observação de áreas florestais que se caracterizam por um maior grau de naturalidade.
Local:
Este seminário realizar-se-á nas instalações do Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE), na cidade de Seia, com extensão do programa de visitação ao Parque Natural da Serra da Estrela.
Programa:
Sábado (19 de Novembro)
9:00 – Recepção e entrega de documentação.
9:30 – Sessão de abertura (edilidade, convidados e entidades promotoras).
10:00 – Painel 1 – Enquadramento da Floresta Autóctone Portuguesa 
(Título por designar) – Carlos Aguiar (IPB)
“Florestas e serviços dos ecossistemas” – Maria da Conceição Caldeira (ISA)
11:15 – Pausa para café.
11:30 – Painel 2 – Potencial económico, educacional e ambiental da floresta autóctone 
“Expandir a floresta autóctone pela biodiversidade e pelos serviços dos ecossistemas” – Henrique Miguel Pereira (CBA/FCUL)
(Título por designar) - Lívia Madureira (CETRAD/DESG/UTAD)
12:45 – Almoço. 
14:30 – Painel 3 – Factores de risco para a floresta autóctone
“Comportamento extremo do fogo” - Domingos Xavier Viegas (ADAI/DEM/FCTUC)
“Espécies Invasoras: uma ameaça para as florestas autóctones” - Elizabete Marchante (CEF/FCTUC)
16:15 – Pausa para café.
16:30 – Painel 4 – Estratégias de conservação e ordenamento florestal
“Prioridades na gestão das áreas queimadas” - Joaquim Sande Silva (ESAC)
“Restauro da floresta autóctone: entre o optimismo e o realismo. Alguns exemplos levados a cabo pela Altri Florestal” - Henk Feith (Altri Forestal)
17:45 – Sessão de encerramento. 
*No final de cada painel haverá 15 minutos para debate
Domingo (20 de Novembro)
9:00 – Concentração junto ao CISE.
9:10 – Circuito em autocarro com visita a áreas florestais de elevada naturalidade.
13:00 – Almoço.
14:00 – Regresso a Seia.
16:00 – Visita às exposições do CISE. 

Informações e Inscrição:
Ficha de Inscrição: descarregar a ficha de inscrição e enviá-la para o e-mail: cise@cise-seia.org.pt ou por correio para: Centro de Interpretação da Serra da Estrela, rua Visconde de Molelos, 6270-423 Seia.
Preço de inscrição:
Inscrição, apenas, no dia 19 de Novembro*
- €45,00 
- €25,00 (inscrição estudante - mediante apresentação de comprovativo de matrícula actualizado)* Inclui:
- Participação nas sessões de comunicações orais.
- Certificado de participação.
- Pasta com documentação diversa e CD com resumos das comunicações.

Inscrição, em ambos os dias, 19 e 20 de Novembro**
- €57,00
- €37,00 (inscrição estudante - mediante apresentação de comprovativo de matrícula actualizado
** Inclui:
- Participação nas sessões de comunicações orais.
- Certificado de participação.
- Pasta com documentação diversa e CD com resumos das comunicações.
- Transporte para percurso no dia 20 de Novembro.
- Visita às exposições patentes no CISE no dia 20 de Novembro.
Data limite de inscrição: 30 de Outubro. Após esta data acresce um valor de 20%.
Modo de Pagamento:
A inscrição só será considerada válida após a recepção do comprovativo de pagamento.
- CHEQUE: Em nome de Empresa Municipal de Cultura e Recreio, EM. Enviado, juntamente com a ficha de inscrição, para: Centro de Interpretação da Serra da Estrela, rua Visconde de Molelos, 6270-423 Seia.
- TRANSFERÊNCIA*: NIB: 004540804012903629514 (Caixa de Crédito Agrícola)
* Enviar comprovativo de transferência, devidamente identificado, por correio para a morada acima indicada, ou por correio electrónico para cise@cise-seia.org.pt, juntamente com a ficha de inscrição.
Contactos
www.cise-seia.org.pt
cise@cise-seia.org.pt
Telefone: 238 320 300

Mensagens populares deste blogue

IV Caminhada Solidária Bombeiros Voluntários de Seia - 25/09/2016

Rota do Pastoreio & Rota da Garganta de Loriga... Rota das Aldeias de Montanha! #serradaestrela #aldeiasdemontanha

PEREGRINAÇÃO / caminhada a FÁTIMA...