Viveiros Florestais da Portela de Arão. Para quando a sua reabilitação?



No fim-de-semana passado fui aos Viveiros florestais existentes no concelho.
Alguém criou em nós o mau hábito de ver os mesmos abandonados. Está bem, limpam o mato de vez em quando, para não parecer mal. Foi o que fizeram recentemente.
Porque não aproveitar o Ano INTERNACIONAL da BIODIVERSIDADE e recuperar os Viveiros de uma vez por todas. Ainda têm todas as condições necessárias para a semear espécies autóctones da nossa Serra e assim "repovoar" o nosso Parque Natural da Serra da Estrela, a um custo muito mais reduzido. Quanto à mão de obra, com certeza que existem, infelizmente, desempregos na zona de Loriga e Cabeça, além dos que estão a receber o rendimento mínimo.
Podem vocês dizer, mas é da DGF. Pois é e depois, a DGF é estado o Município também e o CISE é do Município. Penso que seja simples.
Além disso, descobri uma publicação do CISE, na internet, datada do Inverno 2003/2004, onde consta este texto;
"Os Viveiros Florestais de Portela de Arão, propriedade da Direcção Geral de Florestas (DGF) encontram-se cedidos à Câmara Municipal de Seia (CMS) através de um protocolo estabelecido entre as duas entidades, por um período de cinco anos, findos os quais poderá
haver renovação do protocolo. No passado, estes viveiros foram explorados para a produção de espécies florestais (pinheiro--bravo, pseudotsuga, carvalho, castanheiro, bétula, entre outras) com o intuito de fornecer árvores para as arborizações efectuadas pela DGF e por particulares. É objectivo da CMS, por intermédio do CISE, reactivá-los. Para isso foram iniciados, em Setembro passado, os trabalhos de limpeza, recorrendo à brigada de sapadores florestais da URZE, que cortaram e destroçaram o mato dos socalcos, havendo o cuidado de deixar algumas árvores cujo desenvolvimento justificasse a sua manutenção. Durante a realização desta operação optou-se por deixar também as urzes, que na fase seguinte irão dar um colorido aquele espaço, e plantar mais urzes e outras espécies arbustivas características da região, o que permitirá no primeiro ano uma diversidade
cromática que decerto irá marcar a diferença em relação ao passado.
Posteriormente, à medida que o número de árvores e arbustos existentes em viveiro na
Quinta do Carvalhal for suficiente, proceder-se-á ao seu transplante para ocupar os talhões,
realizando-se também sementeiras no próprio local, sempre com espécies autóctones da região (carvalhos, castanheiros, bétulas, azevinhos, medronheiros, folhados, teixos, etc).
Estas árvores e arbustos deverão ser utilizadas nos espaços públicos do município e cedidas à população interessada.
Os Viveiros Florestais de Portela de Arão serão ainda utilizados como infra-estrutura para actividades de Educação Ambiental, nomeadamente na vertente da conservação da natureza  da floresta. Nada melhor do que o contacto directo com a natureza para a sensibilização da população."


Dois links, que podem interessar;



A quem de direito, façam alguma coisa pela nossa SERRA da ESTRELA. 
Temos tudo só falta querer fazer...

Mensagens populares deste blogue

PEREGRINAÇÃO / caminhada a FÁTIMA...

IV Caminhada Solidária Bombeiros Voluntários de Seia - 25/09/2016