"Que a terra lhe seja leve!"


"Que a terra lhe seja leve!"
Assim termina o funeral, aqui para os meus lados.
Palavras do coveiro de serviço.
O senhor Acácio, tinha cerca de 80 anos. Sofreu um acidente de viação à porta de casa. Mais um a contar para as estatísticas. E será só mesmo isso uma estatística. Menos para a familia, que vê um ente querido morrer à porta de casa. Quando não se respeitam os semáforos e os limites de velocidade, é o que pode acontecer. Mas, detesto nos funerais a mania que as pessoas têm de dar os sentimos a toda a família. Até ao primo da senhora casada em terceiras núpcias com o padrasto do rapaz que é tio da senhora que não tem nada a ver com o assunto, mas pela cara deve ser da família.
Pois esta gente, passa por todas as pessoas.
Depois enquanto se aguarda pelo funeral, fala-se de tudo e mais que seja. E se necessário, até se contam umas anedotas para animar a malta.

A tradição já não é o que era. Ou sou eu que sou diferente dos outros?

Mensagens populares deste blogue

IV Caminhada Solidária Bombeiros Voluntários de Seia - 25/09/2016

Rota do Pastoreio & Rota da Garganta de Loriga... Rota das Aldeias de Montanha! #serradaestrela #aldeiasdemontanha

PEREGRINAÇÃO / caminhada a FÁTIMA...