PEC - Programa de Estabilidade e Crescimento, ou será, Plano Entala CONTRIBUINTES, novamente!



Sócrates: "Caminho mais fácil seria aumentar os impostos"

primeiro-ministro afirmou que o Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC) está centrado na diminuição da despesa do Estado, assumindo uma "opção política clara de não aumentar os impostos."

O primeiro ministro afirmou hoje que a redução dos benefícios fiscais para os contribuintes com maiores rendimentos estava já prevista nos programas de Governo e do PS e não significam aumento de impostos. 

José Sócrates falava aos jornalistas após ter recebido em audiência em São Bento as forças políticas com representação Parlamentar sobre o PEC, documento que será debatido na Assembleia da República dia 25. 

Após ler a sua declaração inicial sobre as principais linhas do PEC, José Sócrates foi interrogado se a redução das despesas fiscais prevista até 2013 não poderá ser encarada como uma falha de compromisso político, perspectiva que o primeiro ministro recusou. 

"Quem ler o programa eleitoral do PS ou o programa do Governo, sabe que está bem expresso que nós iríamos agir na redução dos benefícios fiscais, em particular para os rendimentos mais elevados", sustentou o líder do executivo.

Diz o Pinhas;
PEC - Plano Entala Contribuintes
Se bem percebi, lá vamos nós ser entalados, para não dizer outra palavra que me ocorre, mas a minha educação não permite que a escreva.
A imagem ilustra bem como estamos e vamos ficar. Mais endividados (entalados) e de tanga, como dizia um 1º Ministro há uns anos atrás. 
Não vai haver bombeiro que nos valha.
Dizem eles que são necessários 11 milhões, coisa pouca! Contam privatizar o pouco que resta ao País e assim conseguir 6 milhões. Isto se alguém comprar e se conseguirem vender ao preço desejado, porque os mercados accionistas, já tiveram melhores dias. Engraçado, não falaram em privatizar a PT. Coincidências, digo eu!
Os restantes 5 milhões, vão sair dos nossos bolsos, entre outras promessas falhadas e mentiras pelo meio. Tais como, a não subida dos impostos (mentira), a diminuição da despesa pública (mentira), já não é a 1ª vez que o Sr. Eng. tenta e sobe todos anos.
Resumindo. 
Quem vai pagar as asneiras dos outros, como já é hábito?
Somos nós, a classe média.
Como é que alguém que leva o País para este poço, não cratera, melhor buraco negro, consegue ser eleito. Não sei, mas foi. 
Só por isso considero, o Sr. Eng., inteligente. Mas é mesmo, só por esse motivo.
Como vou escrevendo, de quando em vez;
É o País que temos e que merecemos.

Mensagens populares deste blogue

PEREGRINAÇÃO / caminhada a FÁTIMA...

IV Caminhada Solidária Bombeiros Voluntários de Seia - 25/09/2016