Vítima de violação aguarda doze horas por exame do Instituto de Medicina Legal.


Uma rapariga de 17 anos foi vítima de violação sexual na noite passada. Ao dirigir-se ao Hospital de Santa Maria, em Lisboa, o pai da menor foi informado que não estavam disponíveis peritos do Instituto de Medicina Legal para a examinar e que a filha teria de aguardar doze horas, sem tomar banho ou ingerir alimentos, até que fosse vista por um médico do instituto. A razão para a espera: durante o mês de Agosto há apenas três médicos naquele serviço e na escala nocturna nenhum está disponível para realizar peritagens por falta de técnicos durante o período de férias.

in Publico.


http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1396770

Esta noticia, podia ser de um país do terceiro mundo, mas não é.
É em Portugal.
Depois de passar por toda aquela situação, ainda aguarda cerca de 12 horas.
Ou seja, é violada novamente, só que agora pelo seu próprio país!

Sr. Eng., naqueles cartazes que manda colocar, a lembrar os portugueses que fez qualquer coisa, pelo nosso país, com o nosso dinheiro (não faz mais que a sua obrigação, até porque quando se candidatou, foi por vontade própria, ninguém o obrigou), pode por um a informar:
Em Portugal violamos os direitos humanos e as pessoas.

Mensagens populares deste blogue

IV Caminhada Solidária Bombeiros Voluntários de Seia - 25/09/2016

PEREGRINAÇÃO / caminhada a FÁTIMA...

Rota do Pastoreio & Rota da Garganta de Loriga... Rota das Aldeias de Montanha! #serradaestrela #aldeiasdemontanha